top of page
  • Foto do escritorSecretaria Executiva

Manaus-AM apresenta Programas de inclusão socioeducacional e de capacitação da Prefeitura

Os programas de inclusão socioeducacional e de capacitação da Prefeitura de Manaus foram destaque no primeiro dia do 79º Fórum Nacional de Secretarias Municipais de Administração das Capitais, o Fonac, que acontece em Natan/RN. O evento, aberto na manhã desta segunda-feira, 24/4, está reunindo secretários de 15 municípios brasileiros para o compartilhamento de ideias e melhores práticas entre as capitais.




Representando o município de Manaus, o secretário de Administração, Planejamento e Gestão, Ebenezer Bezerra, foi um dos palestrantes. Ele foi convidado a falar sobre a Escola de Serviço Público e Inclusão Socioeducacional (Espi), classificada como um case de sucesso na gestão do prefeito David Almeida.


“Nos dois últimos anos a Espi deu um salto não só quantitativo, mas qualitativo, se consolidando como referência na capacitação de servidores, o que reflete nos resultados das ações da gestão. Além disso, os cursos oferecidos gratuitamente, alcançam estagiários, aposentados e pensionistas do município, microempreendedores, permissionários, frequentadores do Parque Municipal do Idoso, comunitários do Tupé e demais membros da comunidade”, destacou Ebenezer.


Ele lembrou que no ano passado a Espi fechou parceria com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), possibilitando 45 servidores cursarem Pós-graduação em Gestão de Pessoas. O acesso foi por meio de processo seletivo.


O titular da Semad ressaltou, ainda, a importância dos três programas de inclusão socioeducacional mantidos pela prefeitura: Bolsa Universidade, Pós-graduação e Idiomas por meio dos quais são oferecidas bolsas de estudos que podem ser integrais (100%), de 75% ou de 50%, de acordo com a classificação feita com base nas condições socioeconômicas dos candidatos.


“Nós costumamos dizer que Manaus tem a ‘maior universidade do país’, pela dimensão do (programa) Bolsa Universidade e do Bolsa Pós-graduação. E essa grandiosidade é extensiva ao Bolsa Idiomas. Juntos, os três tiveram, só no ano passado, mais de 24 mil estudantes beneficiados”, pontuou.


Ebenezer Bezerra falou, ainda, da iniciativa do prefeito David Almeida de ampliar o alcance do Programa Bolsa Idiomas, antecipando para 10 anos a idade mínima para concorrer às bolsas de estudos. “Pesquisas indicam que quanto mais cedo é iniciado o estudo de um segundo idioma, mais fácil se torna o aprendizado. É essa a nossa proposta”, afirmou.


A programação 79º Fonac, que será encerrado nesta terça-feira, inclui, ainda, temas como “Reforma da Previdência”; “A Prática da Governança no Ambiente Público”; “Compras e Contratações Públicas/Nova Lei de Licitações”; entre outros.

23 visualizações0 comentário
bottom of page